Lusos em Joinville – a família Moreira

Chegamos à quinta e última parte da matéria “Muito além da Colônia Dona Francisca”, que fala da presença luso-brasileira na região nordeste catarinense. A matéria foi publicada originalmente no jornal Notícias do Dia/Joinville e dividida em partes para ser postada aqui, devido ao tamanho.

Neste post, falamos um pouco de uma das muitas famílias luso-brasileiras da região: os Moreira. A imagem que abre este post é da rua Eugênio Moreira, no bairro Anita Garibaldi, em Joinville, e é apenas ilustrativa. O crédito é do site Mapio.net (http://mapio.net/s/29654443/)

Se você pertence ou tem informações sobre outras famílias de origem lusa e quiser colaborar com a continuidade deste trabalho, entre em contato pelo e-mail mcd@mariacristinadias.com.br. A ideia é ampliar este material, com mais informações sobre a história da região e as famílias que fizeram parte dela.

Para ler as demais partes desta reportagem, clique nos links abaixo:

Compartilhamentos são bem-vindos. Mas lembre-se de informar o crédito se copiar alguma informação.


Família Moreira – contribuindo para a construção da cidade

A rede de relacionamento das famílias de origem lusa era ampla e incluía muito mais sobrenomes que os Gomes de Oliveira ou Abdon Baptista – embora eles a permeassem. Personalidades atuantes na vida econômica, social e política da época também integravam esta que é conhecida como a “elite luso-brasileira”. Ignácio Bastos (que embora não fosse ligado à erva-mate, foi jornalista e professor, e um dos fundadores do Clube Joinville), Antônio e Francisco José Ribeiro, Crispim Antônio de Oliveira Mira, João Eugênio Moreira Jr, Pedro Lobo e Mário de Souza Lobo, Victorino de Souza Bacellar, entre muitos outros, eram nomes que integravam esta rede, que incluía também aliados de outras origens, mas também ligadas ao negócio da erva-mate, como Bernardo Stamm, Ernesto Canac e Etienne Douat, por exemplo.

Os descendentes destas famílias continuaram atuando na construção da cidade até hoje e são lembrados nos estudos sobre aquele período ou em nomes de ruas ou instituições. Um exemplo disso é a família Moreira. O patriarca, João Eugênio Moreira Jr, nasceu em 1844 nesta região e atuou na vida pública ao longo da segunda metade do século 19. Bisneta de João Eugênio Moreira Jr, Marina Moreira Braga explica que ele foi eleito vereador em 1887 para um mandato que iria até 1891. com a Proclamação da República em 1889, a Câmara Municipal foi dissolvida e criado Conselho da Intendência, do qual ele passou a fazer parte. Depois disto, ainda participou por mais dois mandatos, no século 20. “A importância das famílias lusas em Joinville se dá em um período do final do século 19 até por volta de 1930. Era uma hegemonia nesse período”, constata.

João Eugênio Moreira Jr casou-se com Guilhermina Witt e teve sete filhos. Na sua rede de relacionamento e compadrio está João Gomes de Oliveira. E ao observar alguns laços de casamento de seus filhos é possível identificar personalidades que se destacaram na vida de Joinville ao longo do século 20. “O compadrio e o parentesco formaram um entrelaçamento muito grande. Este entrelaçamento permanece até os dias de hoje”, analisa Marina.

O filho mais velho do patriarca, João Eugênio Moreira Neto (que tinha um irmão gêmeo, Procópio), avô de Marina, casou-se com Ana de Oliveira Mira, que era irmã do jornalista Crispim Mira e neta de João Gomes de Oliveira. A terceira filha, Herondina Moreira, casou-se com o industrial Henrique Douat, da H. Douat e Cia, que tinha forte atuação no ramo metalúrgico e madeireiro, além de companhia de seguros e representação comercial de marcas nacionais. A quarta filha, Frida, casou-se com Otávio Rosa, a quinta filha, Adelina casou-se com Eduardo Gonçalves (Farmácia Minâncora), a sexta filha, Marietta casou-se com Ernesto Lopes e o filho caçula, Eugênio, casado com Paula Stewe, seguiu os caminhos do pai como político e foi industrial na área têxtil – hoje ele é homenageado com uma rua que leva seu nome, no bairro Anita Garibaldi.

Comentários

Você também pode se interessar por: